Código: 48

Escleroterapia - Versão Completa de 4 Minutos de Duração.


Por:
R$ 118,00

ou 4x de R$ 29,50 Sem juros
 

SINOPSE DO FILME: 

 

Escleroterapia:

A presença de vasinhos e varizes nas pernas é motivo de insatisfação estética para homens e mulheres. Para entender esse assunto, vamos ver primeiro como elas surgem.

 

Origem dos Vasinhos e Varizes: 

O sangue é bombeado pelo coração para dentro das artérias, que por sua vez levam este sangue para todas as células. Já as veias têm como função drenar o sangue de volta para o coração.

Em alguns casos, devido à fragilidade da parede das veias, pode ocorrer má circulação, ou seja, o sangue tem dificuldade de voltar para o coração.

Todo este caminho que o sangue percorre é chamado de circulação.

Este processo faz com que a pressão do sangue dentro das veias aumente, dilatando a parede desses vasos e originando as Telangectasias superficiais e as varizes.

 

Telangectasias e Varizes:

As Telangectasias são vasinhos muitos finos e superficiais presentes na pele. Têm a largura semelhante a um fio de cabelo e se distribuem como uma rede ao longo da superfície da pele.

Devido a sua coloração avermelhada ou azulada são muito visíveis, trazendo muito desconforto estético.

Já as varizes têm maior calibre e são tortuosas formando cordões palpáveis e visíveis logo abaixo da pele. Podem provocar dor, cansaço e inchaço das pernas. Muitas vezes necessitam de tratamentos cirúrgicos.

Tanto as Telangectasias quanto as varizes têm origem incerta,  mas estão associados a diversos fatores como genética, obesidade, má circulação devido ao hábito de permanecer sentado ou em pé por longos períodos,

distúrbios hormonais, uso de contraceptivos, gestação ou terapia de reposição hormonal.

Os locais mais comuns de aparecimento são coxas e pernas.

A prática de atividade física, uso de meias elásticas compressivas e suspensão do uso de hormônios podem melhorar a circulação do sangue nos membros inferiores, ajudando na prevenção do aparecimento desses indesejáveis vasinhos.


O Procedimento:

A Escleroterapia consiste em aplicar substâncias dentro dos vasos fazendo com que eles se fechem e sejam absorvidos pelo organismo. Para se obter um bom resultado, são necessárias algumas sessões.

A quantidade e o intervalo entre elas serão definidos de acordo com seu caso.

Após o tratamento é feito um curativo para comprimir os vasos tratados, ajudando no seu fechamento e reduzindo as manchas roxas.

O curativo deve ser retirado após o período de tempo, determinado por seu médico.

Nos dias seguintes à aplicação, os vasinhos são gradualmente absorvidos pelo organismo, permitindo que a pele recupere o seu aspecto uniforme.

Os pacientes são aconselhados a não levantar pesos e caminhar moderadamente.

Também devem repousar com as pernas elevadas.


Contra-indicações:

A Escleroterapia não pode ser realizado por:

- gestantes,

-  mulheres que estejam amamentando,

- pacientes que tenham alergia às substâncias utilizadas,

-  pacientes com doença arterial,

-  pacientes com diabetes avançado e pacientes com infecção de pele no local da aplicação.

 

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
Todos os direitos reservados à Ensinando ao Paciente © 2020
Criação e Desenvolvimento: Rafael Designer